Impermeabilização de paredes: qual é o momento certo de fazer isso na minha obra?

Impermeabilização de paredes: antes ou depois da obra? A resposta parece óbvia, mas nem todo mundo presta atenção neste quesito. Faça corretamente na sua obra!

Nem todo mundo se dá conta da importância da impermeabilização de paredes. Tem mais: boa parte das pessoas só percebem que deveriam ter prestado mais atenção a este procedimento quando a obra está pronta. E o pior é que as infiltrações já começaram a aparecer.

A aplicação de sistemas de impermeabilização é bem mais tranquila durante o período de construção. Um bom trabalho vai impedir que a água percorra os trajetos que a levam até as paredes.

Quer saber qual é o momento certo de fazer a impermeabilização de paredes na sua obra? Continue lendo e descubra ainda mais informações valiosas.

Impermeabilização de paredes

Tenha em mente que qualquer aplicação de sistemas de impermeabilização é, de longe, mais fácil no andamento da obra. Mesmo que alguém possa lhe dizer o contrário, considere apenas a opção de fazê-la durante a execução do projeto.

Para a impermeabilização de paredes, uma prática bastante recomendada é adicionar aditivos impermeabilizantes na argamassa de reboco. O seu engenheiro, arquiteto ou o mestre de obras, é capacitado para indicar as melhores opções do mercado.

Com a mistura desses aditivos na argamassa, o reboco passa a ter propriedades impermeabilizantes e a evitar as infiltrações nas paredes. Se for paredes externas, uma boa dica é a pintura impermeável, base acrílica.

Importante: preste atenção nas condições do reboco, pois ele deve estar regularizado e não soltar areia. Isso garante a melhor aderência da tinta. No caso do reboco começar a soltar, será necessário lixar.

Prioridade para estes espaços

Existem dois espaços que merecem atenção especial quando o assunto é impermeabilização: lajes e baldrames.

Lajes

Assim como as paredes, as lajes da obra estão mais sujeitas a receberem a água da chuva de forma direta. As atenções por aqui se devem aos riscos de infiltrações. Para impedir o surgimento do problema, a impermeabilização das lajes podem ser feitas de diversas maneiras. As mais comuns são as que utilizam materiais asfálticos, como é a manta asfáltica, por exemplo.

Outras opções para as lajes são: poliéster flexível e a solução 100% silicone. Quem vai indicar a melhor escolha para o seu tipo de obra também é o engenheiro.

Preste atenção: infiltrações oriundas da laje podem percolar e apresentar sinais de umidade nas paredes. Por isso é tão importante prestar atenção nessa etapa da obra.

Baldrames

Os baldrames – vigas que ficam normalmente um pouco abaixo do nível do solo – representam uma etapa decisiva da obra. Eles estão em contato direto com o solo, e as paredes em contato direto com o baldrames. Percebeu a importância?

A impermeabilização das baldrames é feita com tinta asfáltica. Sua aplicação deve ser realizada de maneira correta, tendo a superfície limpa, livre de pó, graxas, óleos e desmoldantes. Em caso de buracos e fissuras, também deverão ser previamente tratados durante a obra.

A aplicação do produto impermeabilizante deve ser feita em demãos, com intervalos de acordo com as recomendações do fabricante. Se aplicado de forma correta, a impermeabilização da fundação vai impedir que a água percole para as paredes.

O sucesso da sua obra depende muito da impermeabilização de paredes. Caprichar em todo o projeto e deixar de lado essa questão, é sentença de problemas no futuro. E você não quer isso, não é mesmo? Ninguém pode negligenciar a etapa da impermeabilização de paredes

Não esqueça de olhar também para as divisórias de portas, janelas, rodapés e das calhas. O sucesso da suas obra está logo ali, basta você se importar e acompanhar os momentos mais importantes da execução do projeto. Você merece conforto e tranquilidade!

Quer saber mais sobre construção? Tem muita coisa bacana para você ler aqui no blog. Continue acompanhando!