Como usar gesso acartonado no seu projeto

Você já conhece o gesso acartonado? Sabe como vai usá-lo na sua obra? Conheça as vantagens de optar por este tipo de gesso. Acompanhe!

Se você vai construir, reformar ou decorar a sua casa, uma solução que oferece muitas vantagens é o gesso acartonado. Já ouviu falar? Conhece? Deveria!

Com características que permitem usá-lo em diversas situações e um resultado estético que nos deixa “de boca aberta”, o este tipo de gesso possui superfícies lisas ou texturizadas. Suas emendas homogêneas são um diferencial para um acabamento perfeito.

Continue a leitura e descubra como usar essa ótima opção no seu projeto.

O gesso acartonado

Antes de partirmos para a parte prática do uso do gesso acartonado, temos que dizer, mesmo que brevemente, o que é esse tipo de gesso: também chamado de drywall, o gesso acartonado é uma placa produzida a partir do gesso e do papel cartão. Ele apresenta boa resistência à compressão e a maleabilidade.

O modelo dispõe de praticidade, rapidez e versatilidade na elaboração e execução dos projetos. Além disso, cria poucos resíduos ao final de sua instalação.

Como usar o gesso acartonado

Um dos “queridinhos” de arquitetos e designers de interiores, o gesso acartonado pode ser usado da seguinte forma:

  • Em forma de parede – substituindo a alvenaria;
  • Como divisória de ambientes;
  • Na forma de “meia parede” no mesmo ambiente;
  • Nos painéis de parede;
  • Em projetos de forro (teto rebaixado e sancas) e luminotécnicos;
  • Em móveis acoplados à parede.

Dica: projetos em forma de curvas criam a sensação de um lugar mais alegre e moderno.

Vantagens

  1. O acabamento perfeito: na parede ou no forro, permite um acabamento perfeito e uma superfície lisa e sem nenhuma emenda. Sem contar que esse tipo de gesso aceita outros revestimentos sobre sua superfície, como tinta, tecidos, cerâmicas, pastilhas de vidro, etc;
  2. Rapidez na instalação: a facilidade na aplicação torna a obra muito mais rápida em relação à alvenaria e ao gesso mais comum;
  3. Menos sujeira: a bagunça é bem menor. Como não há umidade durante a construção, elimina-se pouco material e ainda produz menos resíduos;
  4. Estrutura leve: a estrutura do gesso acartonado é bem mais leve do que a de alvenaria;
  5. Sem propagar chamas: além do próprio material ser mais resistente ao fogo, o peso do gesso acartonado é composto 20% de água. Isso reduz as chances das chamas se propagarem;
  6. Resistência ao fogo: além do gesso por si só já apresentar essa resistência, por seu peso ser composto 20% de água, reduz ainda mais as chances de propagação de chamas;
  7. Permite isolantes: os projetos em gesso acartonado permitem que sejam colocados isolantes térmicos e acústicos em seu interior;
  8. Projetos luminotécnicos: quem gosta de projetos luminotécnicos está em boas mãos com o gesso acartonado. É possível de fazer ainda, uma iluminação embutida;
  9. Ousadia e versatilidade: pode ousar, criar e escolher o projeto em que você vai incluir o gesso acartonado. Esse modelo aceita vários tipos de revestimentos, adapta-se ao aço, concreto ou madeira. Pode ser usado ainda para a criação de móveis acoplados à parede.
  10. Economia: uma parede com gesso acartonado pode ter um custo pelo menos 10% menor do que outra com alvenaria convencional.

A escolha do gesso acartonado

A escolha do material do gesso acartonado vai depender da necessidade de cada ambiente. Pode ser prioridade o isolamento acústico ou térmico, ter maior resistência ou ser mais forte contra o fogo.

Existem diferentes possibilidades de montagens, o que inclui: o número de placas a serem fixadas de cada lado (uma, duas ou três); uso ou não do material isolante no interior da parede (lã mineral ou lã de vidro).

Reciclagem “acartonada”

Por menores que sejam os resíduos deixados pela instalação do gesso acartonado, é possível reciclá-los logo após o término da obra. Basta separar o material de outros que sobraram da obra, como madeira, cimento, ferro, etc.

Continue acompanhando nossas dicas aqui no blog, preparamos tudo para você!